sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

Obrigado!


"Nas nossas vidas diárias, devemos ver que não é a felicidade que nos faz agradecidos, mas é a gratidão que nos faz felizes"  Albert Clarke 

Sempre disse obrigado, e digo muito! Sem saber que aparentemente errava. Foi num blogue que sigo que me deparei pela primeira vez com a hipótese de utilizar erradamente a expressão "obrigado", aparentemente sendo eu do sexo feminino devia dizer "obrigada". Novamente reparo numa imagem facebookiana o alerta ao erro, "mulheres devem dizer obrigada, homens devem dizer obrigado", e partilho a minha dúvida com um amigo que me diz "e qual é a gravidade exacta de dizeres obrigado ao invés de obrigada numa altura em que tão poucas pessoas agradecem o que quer que seja?" fiquei a pensar no assunto...

Sou grata por coisas tão simples quanto a simpatia de quem me atende onde quer que seja, agradeço no café, no restaurante, na livraria, agradeço a quem pára na passadeira para me deixar passar, agradeço todos os dias a Deus pela minha vida e aos que fazem parte dela e que contribuem para que seja como é. Sou grata por natureza e prendo-me mais ao que tenho do que ao que eu não tenho. Considero-me abençoada mesmo que não tenha tantas das coisas que muito se anseiam, sou grata. E mais metas que consiga alcançar, mais objectivos que atinja mais grata fico, ser grata não significa necessariamente que não se lute por melhor, significa que o que temos nos faz feliz e o que venha é bem vindo e agradecido, até porque quem não é grato com o que tem, nunca será grato com o que terá, por mundos e fundos que alcance. 

A gratidão é um gesto simples com vínculos positivos em duas direcções... É um sentimento maravilhoso. E deve ser expressado até mais não, quer seja através de actos, de pequenas dádivas, de grandes dádivas ou então num simples sorriso carregando um obrigado! 


Participação na Fábrica de Letras com o tema de Janeiro: Gratidão




Notas: 
*Hoje é dia do Obrigado, soube aqui através do homem sem blogue o que me acabou por inspirar a escrever este texto para a Fábrica de Letras que ainda não sabia por onde lhe pegar.

*Em relação à questão do obrigado/obrigada averiguei o seguinte:
" uma mulher pode agradecer de forma correcta com obrigada (utilizando um adjectivo que concorda em género e número com o sujeito falante) ou com obrigado (utilizando uma interjeição, que é invariável), mas um homem só deverá agradecer com obrigado, pois esta forma é a do adjectivo masculino singular e da interjeição."
Poderão ler toda a explicação aqui.

30 comentários:

  1. Bem, eu aprendi a diferença, no último ano do curso e por causa de uma colega de casa alemã que nem era de Letras...
    Defendo que devemos sempre ser o mais correctos possível em questões de língua, mas não deixo de concordar com o teu amigo, melhor é sermos agradecidos com a expressão errada que uns ingratos. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma Rapariga Simples, eu também gosto de ser o mais correcta possível, por isso é que não me importo que corrijam. Depois há aqueles erros de distracção, os erros de trocar letras a escrever (acontecem-me com frequência) e aqueles que nem nos tínhamos apercebido que eram erros durante muito tempo como é o caso desta situação. Mas pronto, aparentemente nem é errado uma mulher dizer obrigado tendo em conta que pode ser interpretado como sendo uma interjeição.

      Sim bom mesmo é sermos gratos :)

      Obrigado e boa semana!*

      Eliminar
  2. Engraçado, eu também costumo agradecer quando alguém numa pastelaria, restaurante, farmácia ou qualquer outro sitio de atentimento ao público é verdadeiramente simpático para comigo.
    Antigamente utilizada muito a palavra obrigada. Agora acho que grata é a palavra que melhor traduz aquilo que sinto.
    Gostei da tua reflexão.

    Beijinhos e bom fim de semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Joana, sim é um hábito que eu tenho mesmo, porque independentemente de ser a profissão de quem nos atende, acho que não deixam de estar a prestar-nos um serviço, enfim acho correcto agradecer e desde que me lembro sempre o fiz, aprendi com os meus pais :p

      Beijinhos e boa semana

      Eliminar
  3. É outra coisa que partilhamos. :) E com a Joana da Janela. Eu uso tanto "obrigada" como "obrigado", mas concordo que "grata" traduz melhor o que se sente em certos momentos.

    Um reflexão interessante. Realço o detalhe levantado pelo teu amigo: estamos numa época em que se agradece muito menos do que se deveria.
    E um ano cheio de sorrisos para ti, Poppy :)
    Beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pukinhas, e pelos vistos não é errado utilizar-mos obrigado ou obrigada. Grata é um termo mais bonito e com outra sonoridade, mas acho que importante é mesmo agradecer.

      Estou à espera dos tremoços e do vinho do Porto... Prometeste agora não quero saber :D

      Beijinhos

      Eliminar
  4. Gostei do texto :) E concordo com o que foi escrito :)

    ResponderEliminar
  5. Durante muitos anos escrevi obrigado, depois também me surgiu essa dúvida e passei a dizer/escrever obrigada! Mas no fundo não é particularmente importante, já que o que interessa é expressar gratidão. E disso, nunca nos devemos esquecer... :)

    Beijocas!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Teté é verdade, importante é sermos gratos :)

      Beijocas

      Eliminar
  6. Adorei esta tua reflexão!
    Sou muito grata, tanto pelas pequenas como pelas grandes coisas; todas as noites antes de dormir, passo o meu dia em revista e agradeço todas as bençãos!
    A ti em especial agradeço-te por teres partilhado de uma forma tão bonita o teu pensamento!
    P.S- e agradeço-te também por me teres ali na tua listinha ao lado. Obrigada!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Sexo e Idade, obrigado :) Acho que, como já referi, se não formos gratos pelas pequenas coisas dificilmente seremos gratos pelas grandes... Mas é apenas uma opinião claro :)

      A minha listinha de leituras, tenho-a à mão mesmo que não comente são os blogues onde gosto de dar uma espreitadela, o Sexo e a Idade deixa-me sobretudo bem disposta :p

      Beijinhos

      Eliminar
  7. E eu digo obrigado pelos momentos de boa disposição que nos vai proporcionando.
    Beijinhos e votos de boa semana!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pedro só diz isso porque ainda não fiz nenhum post a tecer comentários ao Pintinho não é? Ahahahahah estou a brincar (mas nem devo fazer). Eu é que agradeço a partilha que faz a Oriente :)

      Beijinhos e boa semana

      Eliminar
  8. A gratidão está em desuso. Não se utiliza. As pessoas não agradecem, não se sentem gratas, agradecidas.
    A gestos tão simples como abrir uma porta são entendidos quase como uma obrigação e não como um gesto cordial que se deve agradecer por simples educação.
    Sinais dos tempos? não quero acreditar que sim...

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Francisco, espero que seja uma tendência a ser invertida :)

      Beijinhos

      Eliminar
  9. Obrigada pela explicação :D

    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. S.o.l obrigado pelo comentário, retribuo o beijinho :)

      Eliminar
  10. Também aqui há descriminação?:)

    Não, a língua portuguesa é mesmo assim. Vai mudando, mas o que escreveste está corretíssimo.

    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. JP, discriminação? Ora essa :p Uma vez li que a Língua portuguesa é das línguas que faz mais distinção entre os géneros, mas é uma informação não averiguada em fontes seguras... Mas se calhar até é :) É uma língua muito complexa a nossa.

      Beijinhos

      Eliminar
  11. Eu, que sou licenciada em ensino do português, não sabia que um sujeito feminino podia dizer "obrigado" no masculino. Ensinaste-me algo de novo, pelo que...obrigada! Ou deverei usar antes a interjeição? :)
    Um beijinho para ti, Poppy.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Miú II, e eu nem sabia que poderia andar a dizer errado? Foi a curiosidade que me levou a pesquisar, e bem aquele site parece-me fidedigno :) Obrigado Miú

      Beijinhos

      Eliminar
  12. Adorei Poppy! Eu agradeço (com um "obrigada" ou com um "agradecida") em todo lado (pronto, quando sou mal atendida, sou capaz de ficar calada :P). Para além de não custa nada e de não doer, só mostra boa educação.
    E também sou muito grata pela minha vida: tenho saúde, tenho família e amigos de quem eu gosto muito e que gostam muito de mim, não passo fome, tenho um tecto, roupa para vestir e passo a vida no cinema. Às vezes a vida pode não ser muito meiga, e posso passar por maus momentos, mas a verdade é que, apesar de tudo, só tenho é a agradecer a sorte que tenho***

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Karina, é bom sermos gratos, claro que nós não somos de pedra e há momentos de fraqueza, mas quem não os tem...

      Beijinhos espero que estejas bem*

      Eliminar
  13. Respostas
    1. Obrigado NightDark pelo teu comentário :)

      Eliminar